cidade-de-sao-jose-do-rio-preto

São José do Rio Preto é um município brasileiro localizado no interior do estado de São Paulo. Pertencente à mesorregião e microrregião de mesmo nome, localiza-se a noroeste da capital do estado, distando desta cerca de 442 km. Ocupa uma área de 431,963 km², sendo que 119,48 km² estão em perímetro urbano. A população estimada para 2015, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, é de 442 548 habitantes, sendo então o décimo segundo mais populoso de São Paulo e o 52º do país.

Emancipada de Jaboticabal na década de 1850, o nome do município é uma mistura entre o padroeiro, São José, e o Rio Preto, rio que banha o município. Hoje, é formada pelos distritos de Engenheiro Schmitt, São José do Rio Preto (Distrito-Sede) e Talhado, e subdivide-se em cerca de 360 bairros, loteamentos e residenciais. É um dos principais polos industriais, culturais e de serviços do interior de São Paulo. Sua história econômica esteve por muito tempo ligada à cafeicultura, também presente em grande parte do estado de São Paulo, principalmente no início do século XX. Segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas, publicada na revista Você S.A., São José do Rio Preto é a 18ª colocada no ranking das cidades brasileiras mais promissoras para se construir uma carreira profissional. A Firjan classificou a cidade como a 2ª mais desenvolvida do país.

O município conta ainda com uma importante tradição cultural, que vai desde o seu artesanato até o teatro, a música e o esporte. Seus principais e mais tradicionais clubes de futebol são o América Futebol Clube e o Rio Preto Esporte Clube, fundados, respectivamente, em janeiro de 1946 e abril de 1919. Existem ainda o Arquivo Público Municipal, o Estádio Anísio Haddad, o Estádio Benedito Teixeira, a Biblioteca Pública Municipal Dr. Fernando Costa e o Teatro Municipal Humberto Sinibaldi Neto.

Geografia

cidades-vizinhas-de-sao-jose-do-rio-pretoSão José do Rio Preto está situada na mesorregião e microrregião homônimas, no noroeste do estado de São Paulo, distante 442 km de São Paulo, capital estadual, e 707 km de Brasília, capital federal. Ocupa uma área territorial de 431,963 km² e faz divisa com os municípios de Ipiguá e Onda Verde, a norte; Guapiaçu e Cedral, a leste; Bady Bassitt, a sul; e Mirassol, a oeste, sendo cortada no sentido leste-oeste pelo paralelo 49° 22′ 44″ e em sentido norte-sul pelo meridiano de 20° 49′ 12″. A área do perímetro urbano é de 119,48 km².

São José do Rio Preto está localizada junto à bacia hidrográfica do Rio Grande, pertencendo à sub-bacia do Rio Preto, cujo rio banha a cidade. O município está situado em uma altitude média de 489 metros, tendo ainda em seu território várias sub-bacias de pequenos e médios córregos com papéis importantes em sua configuração.

Ecologia e meio ambiente

A vegetação da cidade varia entre cerrado, cerradinho e capoeira, dependendo da fertilidade do solo e abastecimento hídrico. A cidade é considerada como uma das mais bem arborizadas do Brasil.

De acordo com a prefeitura, o município de São José do Rio Preto possui 8,46 m² de projeção de área verde (árvore de calçada) por habitante. A execução dos serviços de conservação e manutenção dos canteiros, praças e parques da cidade, igualmente ao de manejo da arborização pública (poda, remoção e destoca das árvores situadas em áreas públicas) é de responsabilidade da própria Prefeitura, que faz as intervenções frequentes para que seja mantida a qualidade de vida urbana. Essas árvores ajudam a absorver partículas poluentes, amenizam o clima e servem como barreira para ventos e abrigo à fauna, propiciando uma variedade maior de espécies em Rio Preto.

represa-municipalUma das principais áreas verdes da cidade é o parque da Represa Municipal, que conta com um viveiro de mudas onde existem mais de 200 mudas de plantas ornamentais e cerca de 20 espécies de árvores frutíferas. O Parque da Represa Municipal também possui uma “Ilha Central”, onde diversos animais típicos da fauna costumam se refugiar. Mais de 100 espécies de árvores frutíferas também foram plantadas no local, além das plantas ornamentais já existentes na ilha. Mais de dez espécies de animais silvestres, mamíferos e peixes e uma grande diversidade de algas e plantas também compõem o ecossistema da Represa de São José do Rio Preto. Outra relevante área verde é o Bosque Municipal, fundado em 1973 e que conta com reserva de mata nativa e um zoológico com aproximadamente 500 animais de 130 espécies.

Demografia

No censo demográfico de 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população total do município era de 408 258 habitantes, sendo o décimo segundo mais populoso do estado e o 52º do Brasil. Desse total, 383 490 viviam na zona urbana (93,93%) e os 24 768 restantes na zona rural (6,07%). Simultaneamente, 196 016 habitantes eram do sexo masculino e 212 242 habitantes do sexo feminino. Ainda conforme o mesmo censo, a distribuição étnica da população municipal era de brancos (76,37%), pardos (18,49%), pretos (3,49%), amarelos (1,04%) e indígenas, além de outros sem declaração. A densidade populacional era de 946,53 hab./km² Para 2012, a estimativa populacional do município é de 415 769 habitantes.

O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M) de São José do Rio Preto é considerado elevado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Segundo o atual relatório, divulgado em 2013 com dados de 2010, seu valor é de 0,797, sendo o 27º maior do estado de São Paulo (em 645 municípios) e o 50º do Brasil (entre 5 565).

Infraestrutura

Saúde

São alguns dos principais hospitais do município:

  • Hospital Austa Clínicas: foi inaugurado em 1980, por um grupo de médicos formandos da 1ª turma de Medicina de São José do Rio Preto, após cinco anos de obras. Desde 1996 é considerado como referência na área da cardiologia em São José do Rio Preto e em 1998 passou a ser o primeiro hospital do país capaz de realizar a próton espectroscopia cerebral por ressonância magnética. Em 2002, inaugurou o Hospital da Mulher, o primeiro hospital exclusivo para mulheres de Rio Preto e vizinhança. Passou por reestruturação em 2007.
  • Hospital de Base de São José do Rio Preto: é um dos maiores da região, cobrindo uma área de 99 municípios onde se concentram cerca de um milhão e meio de habitantes. Conta 860 leitos, sendo quase 100 reservados às unidade de terapia intensiva (UTIs). Seus aproximadamente 4.300 profissionais atendem em média 3 500 internações mensais e fazem 2 100 cirurgias por mês, sendo algumas de alta complexidade, como transplante de rim, fígado, medula óssea e córneas, cirurgia cardíaca, dentre outras. Possui ainda uma das maiores emergências do interior paulista, inaugurada em 1997, com um atendimento mensal de cerca de 13 mil pacientes. No ambulatório são realizadas 75 mil consultas por mês em mais de 44 especialidades médicas.
  • Hospital Beneficência Portuguesa: inaugurado em abril de 1968, e é conhecido por ser o único hospital de São José do Rio Preto com heliponto, para embarque e desembarque de pacientes. Também destaca-se pelo seu Centro de Diagnósticos, que foi recentemente reformado e agora conta com 13 652 m², e projeta novas expansões.

Educação

O município conta com escolas em todas as suas regiões. A população da zona rural tem fácil acesso a escolas em bairros urbanos próximos em razão da alta taxa de urbanização. A educação nas escolas municipais tem um nível inferior ao das escolas estaduais, mas a prefeitura está criando estudos para tornar a educação pública municipal ainda melhor, de modo a conseguir melhores resultados no IDEB. O município contava, em 2008, com aproximadamente 40 639 matrículas, 2 673 docentes e 193 escolas nas redes públicas e particulares. Em relação à Educação especial, São José do Rio Preto conta com unidades de atendimento da APAE e do Centro para Desenvolvimento do Potencial e Talento.

O município tem características de cidade universitária por possuir diversas instituições de ensino superior. No ensino público destaca-se o campus da Unesp Rio Preto, mais especificamente o Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE), a Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP) e a Faculdade de Tecnologia de São José do Rio Preto (Fatec Rio Preto).

Também conta com instituições particulares, como a Faculdade de Medicina Ceres – Faceres, Centro Universitário de Rio Preto (Unirp), Faculdades Integradras Dom Pedro II, Centro Universitário do Norte Paulista (Unorp), União das Faculdades dos Grandes Lagos (Unilago) e Universidade Paulista (Unip Rio Preto).

Transportes

A cidade de São José do Rio Preto é servida em seu território pela Ferroban (Ferrovia Bandeirantes S.A.), do grupo América Latina Logística (ALL), em um trecho que até 1998 pertencia à Ferrovia Paulista S.A. e que fez parte da Estrada de Ferro Araraquara entre 1898 e 1971. A Estação de São José do Rio Preto foi inaugurada em 1912. O município também conta com o Aeroporto Estadual Professor Eribelto Manoel Reino, um dos principais do estado de São Paulo. Em 2009, registrou o movimento de 303 466 passageiros e 565 980 kg de carga transportada, com 17 278 pousos e decolagens (dados do órgão administrador, Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo – DAESP). O município é cortado também por duas grandes rodovias (SP-310Rodovia Washington Luís – e BR-153Rodovia Transbrasiliana) e outras menores. As duas maiores cortam o município longitudinalmente e latitudinalmente (BR-153 e SP-310, respectivamente), cruzando-se em um trevo localizado na região sul da cidade. São, também, importantes meios de locomoção, sendo amplamente utilizadas como vias expressas para transporte dentro do município. É servido ainda pela SP-425 (Rodovia Assis Chateaubriand), SP-355 (Rodovia Maurício Goulart) e SP-427 (Rodovia Délcio Custódio da Silva).

A frota municipal em fevereiro de 2013 era de 324 011 veículos, sendo 182 270 automóveis, 8 148 caminhões, 1 994 caminhões-trator, 22 963 caminhonetes, 9 736 camionetas, 620 micro-ônibus, 72 701 motocicletas, 12 091 motonetas, 1 523 ônibus, entre outros. As avenidas duplicadas e pavimentadas e diversos semáforos facilitam o trânsito da cidade, mas o crescimento no número de veículos nos últimos dez anos está gerando um tráfego cada vez mais lento de carros, principalmente na Sede do município. Além disso, tem se tornado difícil encontrar vagas para estacionar no centro comercial da cidade, o que vem gerando alguns prejuízos ao comércio.

O transporte público de São José do Rio Preto é feito por duas empresas, sendo elas a Circular Santa Luzia e a Expresso Itamarati. A responsável pela administração é a Empresa Municipal de Urbanismo de São José do Rio Preto (EMURB).

Vídeo sobre a cidade de São José do Rio Preto

Mapa da cidade de São José do Rio Preto

Fonte: www.encontrasaojosedoriopreto.com.br